PREVALÊNCIA DO CÂNCER DE COLO DO ÚTERO E LESÕES INTRAEPITELIAIS: POPULAÇÃO ASSISTIDA EM MUTIRÕES DE PREVENÇÃO AO CÂNCER

Jaqueline Rodrigues Aguiar De Carvalho, Sabrina Alves Durães, Amanda Cristina Mendes Gusmão, Priscila Bernadina Miranda Soares, Shaila De Jesus Pardinho

Resumo

PREVALÊNCIA DO CÂNCER DE COLO DO ÚTERO E LESÕES
INTRAEPITELIAIS: POPULAÇÃO ASSISTIDA EM MUTIRÕES DE PREVENÇÃO AO CÂNCER

Resumo: Objetivo: Verificar a prevalência do câncer de colo do útero e lesões intraepiteliais na população
assistida no Mutirão de Prevenção ao Câncer, nos anos de 2018 e 2019, na cidade de Montes Claros – Minas
Gerais. Método: Trata-se de um estudo epidemiológico de prevalência descritivo, realizado na cidade de
Montes Claros – MG, mediante dados obtidos em atendimentos na tenda de citologia nos anos de 2018
e 2019. Utilizou-se um questionário estruturado abrangendo características sociodemográficas, histórico
familiar, tabagismo, uso de preservativo e a frequência de realização do exame Papanicolau. Os dados
foram tabulados e analisados por meio de estatística descritiva. Resultados: Aamostra foi composta por670
mulheres, a maioria se encontrava na faixa etária de 40 a 59 anos. Em 2018 foram atendidas 332 mulheres e
6,6%nunca haviam realizado o exame Papanicolau. Em 2019 de 338 mulheres, 7,1 nunca haviam realizado
o exame. Conclusão: O mutirão de prevenção ao câncer propicioupossibilidade de diagnóstico precoce,
em 2018 foi 04 diagnósticos confirmados em 2019 nenhum caso foi confirmado, acesso a orientações de
prevenção, de hábitos de vida saudáveis e prevenção da doença.

Palavras-chave

Câncer do colo do útero; Prevalência; Lesões intraepiteliais; Prevenção

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.