HISTÓRIA FAMILIAR DE CÂNCER E TRANSTORNO DO ESPECTRO DO AUTISMO: UM ESTUDO DE CASO-CONTROLE

Marise Fagundes Silveira, Fernanda Alves Maia, Maria Rachel Alves, Victor Bruno Da Silva, Ana Júlia Soares Oliveira, Laura Vicuña Santos Bandeira

Resumo

HISTÓRIA FAMILIAR DE CÂNCER E TRANSTORNO DO ESPECTRO DO
AUTISMO: UM ESTUDO DE CASO-CONTROLE

Resumo: Objetivo: investigar a associação entre a história familiar do câncer e o Transtorno do Espectro
do Autismo. Método: Realizou-se um estudo de caso-controle constituído por 243 indivíduos com o
Transtorno do Espectro do Autismo (casos) e 886 neurotípicos (controles). Foi aplicado um questionário
semiestruturado e realizada a regressão logística múltipla. Resultados: Observou-se que, tanto na análise
bivariada (odds ratio - 1,97; Intervalo de confiança de 95%: 1,47-2,63) quanto na análise múltipla (odds
ratio - 1,53; Intervalo de confiança de 95%: 1,11-2,11), as crianças/adolescentes com o Transtorno do
Espectro do Autismo são mais propensas a ter história familiar do câncer, quando comparadas às crianças
adolescentes sem o Transtorno do Espectro do Autismo. Conclusão: Esses resultados podem ser de utilidade
clínica e de saúde pública, e indivíduos diagnosticados com Transtorno do Espectro do Autismo devem ser
rastreados com mais freqüência para cânceres para os quais possam ter uma suscetibilidade genética.

Palavras-chave

Câncer; Transtorno Autístico; Transtorno do Espectro Autista; Estudos de Casos e Controles; Neoplasias

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.