Perfil de mortalidade na região norte do estado de Minas Gerais no ano de 1997

Antônio Gonçalves Maciel, Maria Ivanilde Pereira Santos, Andréa Maria Eleutério Barros Lima Martins, Elizabeth Ferreira de Pádua Melo Franco, Mara Lúcia Fernandes do Vale

Resumo

O trabalho refere-se a uma análise do perfil de mortalidade na Região Norte do Estado de Minas Gerais no ano de 1997, quando se tornou mais vigorosa a municipalização da saúde na região. O principal objetivo do trabalho é identificar o padrão de mortalidade, considerando os óbitos informados e registrados no Sistema de Informações sobre Mortalidade – SIM do Ministério da Saúde, por capítulo da Classificação Internacional de Doenças - CID, e por Grupos de Causas, no ano de 1997. Para tanto, foram calculadas as taxas de mortalidade geral e proporcional e analisadas segundo sexo e faixa etária. Como principais resultados, observou-se que o padrão de mortalidade na região é homogêneo e que as causas de morte que geram maiores perdas sociais para a população norte-mineira são as ligadas às doenças do aparelho circulatório, as doenças ligadas às causas externas e as neoplasias, seguidas pelas doenças infecciosas e parasitárias. Merece destaque ainda o fato de um terço das mortes ocorridas na região, no ano de 1997, estarem relacionadas às causas mal definidas.

 

A pesquisa que originou este artigo foi financiada e viabilizada pela Fundação de Amparo à Pesquisa no Estado de Minas Gerais (FAPEMIG).

Palavras-chave

Perfil de mortalidade; Grupos de causas; Saúde; Perdas sociais; Norte de Minas Gerais

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.