Pra não dizer que não falei das flores: jardins como fator de promoção social em escolas

Germano Leão Demolin Leite, Marcus Alvarenga Soares, Georgino Jorge de Souza Júnior, Murilo Cássio Xavier Fahel

Resumo

O trabalho teve o objetivo de avaliar o mundo cultural, os conhecimentos ambientais e o grau de importância que jovens e adolescentes da periferia da cidade de Montes Claros-MG dão à natureza, assim como seus professores. Além disso, procurou-se melhorar a qualidade de vida dessas crianças e adolescentes, através da implantação de jardins, em suas escolas. Mais que comparar percentuais entre o universo de alunos e de professores, ou entre as duas etapas que compreenderam a execução do projeto, buscou-se, grosso modo, neste trabalho, admitir simetrias e assimetrias sociológicas entre algumas das respostas julgadas mais significativas, que serviram, ao final, para embasar futuras discussões acadêmicas.

Palavras-chave

Paisagem; Escola pública; Recreação; Auto-estima

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.