Considerações acerca do problema da totalidade na ontologia de Sartre

Simeão Donizeti Sass

Resumo

A partir dos movimentos iniciais de O Ser e o Nada, Sartre indica que a investigação do modo como o Ser pode “ser todo” deve fazer parte do trabalho de constituição de sua ontologia. Esta preocupação é demonstrada desde o momento em que o ser do fenômeno e o cogito pré-reflexivo passam a figurar em sua reflexão. Consideramos que este problema ocupa um lugar de destaque em sua filosofia e solicita um tratamento privilegiado. Diante desta constatação, este estudo tem como intenção principal demonstrar que a análise do modo como o ser projeta a sua totalidade pode servir como fio condutor para o entendimento de alguns tópicos relevantes da ontologia de Jean-Paul Sartre.

Palavras-chave

Ontologia; Totalidade; “ser-todo”

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.