A noção de rede em Foucault

Fernando de Almeida Silveira

Resumo

A noção de rede como imagem ou paradigma aplicado na produção do conhecimento emerge enquanto fenômeno histórico-cultural recente. Foucault buscou mapear a construção de “verdades” na nossa sociedade e o enredamento dos indivíduos submetidos a seus efeitos e embates, seja no que se refere a uma rede composta pela articulação de meios discursivos e não discursivos: a rede arqueológica; seja no âmbito no qual o sujeito se insere em uma rede de saberes e poderes: a rede genealógica; seja no contexto em que a relação do indivíduo perante a rede de valorações histórico-culturais emerge no processo de constituição de uma vida bela e justa: a rede da estética da existência do indivíduo. Este artigo analisa estas três redes de constituição do sujeito moderno ocidental, enquanto elementos e forças na grande “rede” foucaultiana, emergente do conjunto total de sua obra.

Palavras-chave

Foucault; Rede; Poder/saber; Subjetivação

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.