Cancer prevention campaign: promoting health in the north of Minas Gerais

Amanda de Andrade Costa, Lyllian Aparecida Vieira Almeida, Jaqueline Rodrigues Aguiar de Caravalho, Handressa Maria Souza Santos, Maria Cecília Malveira Cordeiro, Samara Guedes Ramos, Flávia Ferreira França, Marise Fagundes Silveira, Priscila Bernardina Miranda Soares

Resumo

Abstract: Objective: to describe the epidemiological profile of the population assisted in the Cancer Prevention Campaign (MPC), held in the city of Montes Claros, MG, in a historical series, presenting the frequency of visits and the pathologies changes  identified. Methodology: it is a descriptive and quantitative study, with data obtained from the records of visits made to the population assisted between the years of 2011 to 2017. The data are presented in graphs and tables of frequencies according to skill and year of occurrence. Tabulation and analysis were done using the SPSS statistical software. Results: between 2011 and 2017, 10.016 consultations were carried out. In gynecology and mastology care to women 40 to 59 years prevailed, in urology most men were between 50 and 69 years old and in other areas (dermatology, dentistry and nutritional assessment) the people who most often sought treatment were female. The assessments have identified alterations in the cervix, nodules in the breasts, mouth sores, enlarged prostate, two types of skin cancers and a and a majority percentage of overweight people. Conclusion: Cancer Prevention Campaign has been an effective part of strategy for the screening of early cancers of the uterine cervix, breast, mouth, prostate and skin, since the assessments have identified relevant changes alterations that were forwarded to clinical follow-up by specialists.

Keywords: Cancer; Diagnosis; Prevention; Health promotion.

 

Mutirão de prevenção ao câncer: promovendo saúde no norte de Minas Gerais

Resumo: Objetivo: descrever o perfil epidemiológico da população assistida no Mutirão de Prevenção ao Câncer realizado em Montes Claros, MG, em uma série histórica e apresentar a frequência dos atendimentos e das alterações identificadas. Metodologia: estudo descritivo, quantitativo, realizado com dados obtidos dos registros de atendimentos feitos à população assistida pelo Mutirão de Prevenção ao Câncer (MPC) entre os anos de 2011 e 2017, apresentados em gráficos e tabelas de frequências segundo especialidade e ano. Para tabulação e análise fez-se uso do software estatístico SPSS. Resultados: entre 2011 e 2017 foram realizadas 10.061 atendimentos.  Resultados: na ginecologia e mastologia prevaleceu o atendimento às mulheres de 40 a 59 anos, na urologia a maioria dos homens tinha entre 50 e 69 anos e nas demais áreas (dermatologia, odontologia e avaliação nutricional) predominou o sexo feminino. As avaliações identificaram alterações no colo do útero, nódulos nas mamas, feridas na boca, próstatas aumentadas, dois tipos de cânceres de pele e um percentual majoritário de pessoas com sobrepeso. Conclusão: os mutirões de prevenção ao câncer fazem parte de uma estratégia efetiva no rastreamento precoce dos cânceres de colo de útero, mama, boca, próstata e pele, uma vez que as avaliações apontaram para alterações patológicas importantes que foram encaminhadas para seguimento clínico com especialistas.

Palavras-chave: Câncer; Diagnóstico; Prevenção; Promoção da saúde.

Palavras-chave

Câncer; Diagnóstico; Prevenção; Promoção da saúde;Cancer; Diagnosis; Prevention; Health promotion.

Texto completo:

Visualizar PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.