Tendência das internações hospitalares por diabetes mellitus sensíveis à atenção primária

Larissa Maria Oliveira Gonzaga, Michelle Aparecida Ribeiro Borges, Víctor Mendes Ferreira

Resumo

Resumo: Objetivo: avaliar a tendência das internações por diabetes mellitus sensíveis à atenção primária em Minas Gerais, de acordo com sexo e faixa etária. Metodologia: estudo ecológico, de análise observacional retrospectiva da série histórica das internações hospitalares por diabetes mellitus sensíveis à atenção primária em Minas Gerais entre 2008 e 2012. Os dados foram obtidos através do Sistema de Informações Hospitalares do Sistema Único de Saúde, disponíveis no Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde. As taxas de internação foram calculadas pela razão entre o total de internações por diabetes mellitus – discriminadas por sexo e faixa etária – e população por 10.000 habitantes de mesmo sexo e faixa etária. Resultados: a taxa média de internação por diabetes mellitus para o sexo masculino se manteve inferior (média = 6,71) em relação ao sexo feminino, porém com tendência crescente de internação, com coeficiente de determinação altamente significativo (r² = 0,84). Houve tendência crescente de internação na faixa etária de 60 a 79 anos (r² = 0,47; média = 31,68) e naqueles com 80 anos ou mais (r² = 0,57; média = 42,45), sendo essas as faixas etárias com maiores médias de internações por diabetes mellitus. Conclusão: houve predominância de comportamento crescente ou estável das internações por diabetes mellitus sensíveis à atenção primária. A tendência das hospitalizações foi crescente para o sexo masculino e para os indivíduos com idade superior a 60 anos, ao passo que as taxas médias de internações se mantiveram maiores no sexo feminino e nos maiores de 60 anos.

Palavras-chave

Diabetes Mellitus. Indicadores Básicos de Saúde. Sistemas de Informação em Saúde.

Texto completo:

Visualizar PDF

Referências

STARFIELD, B. Atenção primária: equilíbrio entre necessidade de saúde, serviços e tecnologia. Brasília: Unesco / Ministério Da Saúde, 2004. 726 p. Disponível em: https://www.nescon.medicina.ufmg.br/biblioteca/registro/Atencao_primaria__equilibrio_entre_necessidade_de_saude__servicos_e_tecnologia/291. Acesso em: 05 Jan. 2017.

ROSA, W. A. G.; LABATE, R. C. Programa saúde da família: a construção de um novo modelo de assistência. Rev. Latino-Am. Enfermagem, Ribeirão Preto, v. 13, n. 6, 2005. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-11692005000600016. Acesso em: 05 Jan. 2017.

MACIEL, A. G.; CALDEIRA, A. P.; DINIZ, F. J. L. S. Impacto da Estratégia Saúde da Família sobre o perfil de morbidade hospitalar em Minas Gerais. Saúde Debate, Rio de Janeiro, v. 38, n. especial, 2014. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0103-11042014000600319&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 05 Jan. 2017.

JORGE, M. H. P. M.; GOTLIEB, S. L. D. O sistema de informação de atenção básica como fonte de dados para os sistemas de informações sobre mortalidade e sobre nascidos vivos. Informe Epidemiológico do SUS, Brasília, v. 10, n. 1, 2001. Disponível em: http://scielo.iec.pa.gov.br/scielo.php?pid=S0104-16732001000100002&script=sci_arttext. Acesso em: 05 Jan. 2017.

CAMPOS, A. Z.; THEME-FILHA, M. M. Internações por condições sensíveis à atenção primária em Campo Grande, Mato Grosso do Sul, Brasil, 2000-2009. Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 28, n. 5, 2012. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2012000500004. Acesso em: 05 Jan. 2017.

BILLINGS, J.; ANDERSON, G. M.; NEWMAN, L. S. Recent findings on preventable hospitalizations. Health Affairs (Millwood), Bethesda, v. 15, n. 3, 1996. Disponível em: http://content.healthaffairs.org/content/15/3/239.abstract. Acesso em: 05 Jan. 2017.

MOURA, B. L. A. et al. Principais causas de internação por condições sensíveis à atenção primária no Brasil: uma análise por faixa etária e região. Rev. Bras. Saúde Matern. Infant., Recife, v. 10 (Supl. 1), 2010. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1519-38292010000500008&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 05 Jan. 2017.

REHEM, T. C. M. S. B.; EGRY, E. Y. Internações por Condições Sensíveis à Atenção Primária no Estado de São Paulo. Temas livres. Ciência & Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 16, n. 12, 2011. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232011001300024. Acesso em: 05 Jan. 2017.

BRASIL. Ministério Da Saúde. Portaria nº 399/GM de 22 de fevereiro de 2006. Pacto pela Saúde. Brasília, DF, 2006.

REHEM, T. C. M. S. B. et al. Internações por Condições Sensíveis á Atenção Primária em uma metrópole brasileira. Rev. Esc. Enferm USP, São Paulo, v. 47, n. 4, 2013. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0080-62342013000400884. Acesso em: 05 Jan. 2017.

ALFRADIQUE, M. E. et al. Internações por condições sensíveis à atenção primária: construção da lista brasileira como ferramenta para medir o desempenho do sistema de saúde. Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 25, n. 6, 2009. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0102-311X2009000600016&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 05 Jan. 2017.

VILAR, Lucio. Endocrinologia clínica. 5. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2013.

ADAIR, T.; RAO, C. Changes in certificates of diabetes with cardiovascular diseases increased reported diabetes mortality in Australia and the United States. J Clin Epidemiol, Nova York, v. 63, n. 2, 2010. Disponível em: http://www.jclinepi.com/article/S0895-4356(09)00121-8/fulltext. Acesso em: 05 Jan. 2017.

RONKSLEY, P. E. et al. Patterns of engagement with the health care systemand risk of subsequent hospitalization amongst patients with diabetes. BMC Health Serv Res, Londres, v. 13, 2013. Disponível em: https://bmchealthservres.biomedcentral.com/articles/10.1186/1472-6963-13-399. Acesso em: 05 Jan. 2017.

SANTOS, A. L. et al. Tendência de hospitalizações por diabetes mellitus: implicações para o cuidado em saúde. Acta Paul Enferm, São Paulo, v. 28, n. 5, 2015. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0103-21002015000500401&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 05 Jan. 2017.

BRAY, P. et al. Improved outcomes in Diabetes care for rural African American. Ann Fam Med, Leawood, v. 11, n. 2, 2013. Disponível em: http://www.annfammed.org/content/11/2/145.short. Acesso em: 05 Jan. 2017.

BARCELO, A. et al. The cost of diabetes in Latin Americana and the Caribbean. Bull World Health Organ, Geneva, v. 81, n. 1, 2003. Disponível em: http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0042-96862003000100006&lng=en&nrm=iso&tlng=en. Acesso em: 05 Jan. 2017.

SEGHIERI, C. et al. Gender Effect on the relation between diabetes and hospitalization for heart failure. Exp Clin Endocrinol Diabetes, Heidelberg, v. 120, n. 1, 2012. Disponível em: https://www.thieme-connect.com/DOI/DOI?10.1055/s-0031-1284377. Acesso em: 05 Jan. 2017.

ZYAAMBO, C.; SIZIYA, S.; FYLKESNES, K. Health status and socio-economic factors associated with health facility utilization in rural and urban areas in Zambia. BMC Health Serv Res, Londres, v. 12, 2012. Disponível em: https://bmchealthservres.biomedcentral.com/articles/10.1186/1472-6963-12-389. Acesso em: 05 Jan. 2017.

VOGEL, D. L. et al. Referring men to seek help: The influence of gender role conflict and stigma. Psychol Men Masc, Washington, v. 15, n. 1, 2014. Disponível em: http://psycnet.apa.org/index.cfm?fa=buy.optionToBuy&id=2013-07332-001. Acesso em: 05 Jan. 2017.

CARSTENSEN, B. et al. The Danish National Diabetes Register: trends in incidence, prevalence and mortality. Diabetologia, Berlim, v. 51, n. 12, 2008. Disponível em: https://link.springer.com/article/10.1007%2Fs00125-008-1156-z. Acesso em: 05 Jan. 2017.

ARAÚJO, J. A. S. Perfil sociodemográfico dos pacientes com diabetes mellitus em Arapiraca, no período de 2008 a 2014: internações e óbitos. Dissertação (Mestrado), Escola Superior de Saúde de Viseu, 2016. Disponível em: http://repositorio.ipv.pt/handle/10400.19/3145. Acesso em: 05 Jan. 2017.

SHAW, J. E.; SICREE, R. A.; ZIMMET, P. Z. Global estimates of the prevalence of diabetes for 2010 and 2030. Diabetes Res Clin Pract, Amsterdã, v. 87, n. 1, 2010. Disponível em: http://www.diabetesresearchclinicalpractice.com/article/S0168-8227(09)00432-X/fulltext. Acesso em: 05 Jan. 2017.

CAPORALE, J. E. et al. Hospitalization costs for heart failure in people with type 2 diabetes: cost-effectiveness of its prevention measured by a simulated preventive treatment. Value Health, Malden, v. 14, n. 5 (Suppl 1), 2011. Disponível em: http://www.valueinhealthjournal.com/article/S1098-3015(11)01434-3/fulltext?_returnURL=http%3A%2F%2Flinkinghub.elsevier.com%2Fretrieve%2Fpii%2FS1098301511014343%3Fshowall%3Dtrue. Acesso em: 05 Jan. 2017.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.