Análise comparativa entre os métodos microbiológicos membrana filtrante e espalhamento na recuperação de escherichia coli K12 em solução salina propositalmente contaminada

Janine Aparecida Correia Durães Gandra, Wesley Cézar Silva Machado, Alexandre Moisés Ericsson de Oliveira, Hadison Santos Nogueira, Shirley da Silva Gomes Magalhães, Glauco Sanches, Mauro Aparecido de Sousa Xavier, Alessandra Rejane Ericsson de Oliveira Xavier

Resumo

Introdução: Métodos microbiológicos que permitam a detecção de pequenas quantidades de analitos em amostras são desejáveis, uma vez que determinam a sua sensibilidade. Estas metodologias são utilizadas para a detecção de hospedeiras e ou seus plasmídeos recombinantes provendo uma forma de monitorar a dispersão destes em estação de tratamento de efluente ou em outros ambientes. Objetivo: Testar e comparar o desempenho dos métodos membrana filtrante e espalhamento na recuperação de culturas puras de E.coli K12 em solução salina propositalmente contaminada. Metodologia: Foram realizadas diluições seriadas a partir de uma ampola contendo uma concentração conhecida de E. coli K12, para obtenção de 3 concentrações diferentes em solução salina, as quais foram analisadas simultaneamente pelos dois métodos. Resultados: A taxa de recuperação do método membrana filtrante (98,0 ± 1,5%) foi superior a do método de espalhamento (24,0 ± 47,6%) apresentando diferença estatística significativa (p=0,0002) e linearidade (R2= 0,9805). A robustez do tempo de incubação também foi aqui analisada não havendo diferença significativa nas contagens dos tempos 18, 21 e 24 horas para ambos os métodos. Conclusão: Os resultados aqui encontrados servirão de linha de base para validação de um método microbiológico capaz de detectar baixas concentrações de E.coli em amostras oriundas de um processo produtivo de uma indústria biotecnológica. Outros parâmetros como sensibilidade, especificidade serão avaliados e para tal o meio de cultivo será substituído por um meio cromogênico seletivo e diferencial para E. coli.

Palavras-chave

Escherichia coli. OGM. Detecção. Espalhamento. Membrana filtrante. Recuperação.

Texto completo:

Visualizar PDF

Referências

SZERMER-OLEARNIK, B. et al. Comparison of microbiological and physicochemical methods for enumeration of microorganisms. Postepy Hig Med Dosw. v. 68, p. 1392-6, jan. 2014. Disponível em: < https://www.ncbi.nlm.nih.gov/labs/articles/25531702/>. Acesso em: 08 Fev. 2017.

DAVIS, C. Enumeration of probiotic strains: Review of culture-dependent and alternative techniques to quantify viable bacteria. Journal of Microbiological Methods. v. 103, p. 9-17, ago. 2014.

BEN-DAVID, A.; DAVIDSON, C. E. Estimation method for serial dilutions experiments. Journal of Microbiological Methods. v. 107, p. 214-21, dez. 2014.

GOLDMAN, E.; GREEN, L. H. (Org.). Practical Handbook of Microbiology. 3. ed. Florida: CRC Press, 2015.

WU, V. C. H. A review of microbial injury and recovery methods in food. Food Microbiology. v. 25, n. 8, p. 735-44, set. 2008.

HEREDIA, N. et al. Validation of a novel rinse and filtration method for efficient processing of fresh produce samples for microbiological indicator enumeration. Journal of Food Protection. v. 78, n. 3, p. 525-30, mar. 2015.

ICH Harmonised Tripartite Guideline. International Conference on Harmonisation of Technical Requirements for Registration of Pharmaceuticals for Human Use. Validation of analytical procedures: text and methodology Q2 (R1). Chicago, USA, 2005. Disponível em: . Acesso em 20 Mar. 2016.

USP. Microbiological Examination of Nonsterile Products: Microbial Enumeration Tests <61>. Disponível em: . Acesso em: 15 Mar. 2016.

GANDRA, J. A. C. D. et al. Molecular and microbiological methods for Escherichia coli K12 traceability in the fermentation process. Journal of Biotechnology and Biomaterials. v. 5, n. 6, out. 2015.

BRASIL. Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação. Comissão Técnica Nacional de Biossegurança. Resolução Normativa Nº 2, de 27 de novembro de 2006. Diário Oficial da União. 27 Nov. 2006. Disponível em: . Acesso em: 08 fev. 2017.

SIMÕES, G. A. R. et al. Genetic markers for detection of Escherichia coli K-12 harboring ampicillin-resistance plasmid from an industrial wastewater treatment effluent pond. Genetics and molecular research. v. 15, n. 2, jun. 2016.

LANGE, B.; STRATHMANN, M.; OβMER, R. Performance validation of chromogenic coliform agar for the enumeration of Escherichia coli and coliform bacteria. Letters in Applied Microbiology. v. 57, n. 6, p. 547-53, dez. 2013.

ROMPRE, A. et al. Detection and enumeration of coliforms in drinking water: current methods and emerging approaches. Journal of Microbiological Methods. v. 49, n.1, p. 31-54, mar. 2002.

REASONER, D. J. Heterotrophic plate count methodology in the United States. International Journal of Food Microbiology. v. 92, n. 3, p. 307-15, mai. 2004.

BOUBETRA, A. et al. Validation of alternative methods for the analysis of drinking water and their application to Escherichia coli. Applied and Environmental Microbiology. v. 77, n. 10, p. 3360-7, mai. 2011.

WOHLSEN, T. et al. Evaluation of the methods for enumerating coliform bacteria from water samples using precise reference standards. Letters in Applied Microbiology. v. 42, n. 4, p.350-6, abr. 2006.

HERIGSTAD, B.; HAMILTON, M.; HEERSINK, J. How to optimize the drop plate method for enumerating bacteria. Journal of Microbiological Methods. v. 44, n. 2, p. 121-9, mar. 2001.

BOGOSIAN, G. et al. Death of Escherichia coli K-12 strains W3110 in soil and water. Applied and Environmental Microbiology. v. 62, n. 11, p. 4114-20, nov. 1996.

DAFALE, N. A. et al. Quantification of ceftriaxone sodium in pharmaceutical preparations by a new validated microbiological bioassay. Analytical Methods. v. 4, n. 8, p. 2490-8, jul. 2012.

JASSON, V. et al. Alternative microbial methods: An overview and selection criteria. Food Microbiology. v. 27, n. 6, p. 710-30, set. 2010.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.