Adesão das adolescentes à campanha de vacinação contra o papiloma vírus humano: no Brasil, Minas Gerais e microregião da Serra Geral

Silvana Borges de França, Roberto Allan Ribeiro Silva, Jaqueline Soares Cardoso, Ana Carolina Jesus Soares, Anne Karoene Silva Faria

Resumo

Resumo: Objetivo: Descrever a adesão das adolescentes à campanha de vacinação contra o Papiloma Vírus Humano em âmbito nacional, estadual e da micro região da Serra Geral no ano de 2014. Metodologia: Trata-se de um estudo epidemiológico descritivo, cujos dados foram obtidos por meio de consulta aos dados disponibilizado pelo Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde, que foi acessado em novembro de 2015. Resultados: A imunização no Brasil no ano de 2014 foi de 99.49% na primeira dose, 58.35% na segunda dose, no entanto, na terceira dose houve uma queda, 0.47% do público alvo. A região Sul apresentou o maior percentual de vacinação, com 68% de cobertura. A região sudeste aparece na segunda posição com 67% da cobertura estimada, no entanto, Minas Gerais apresentou o menor número de vacinados na região 52% do seu público. Na Serra Geral, alguns municípios não alimentaram o sistema, maior cobertura foi na cidade de Pai Pedro e a menor em Serranópolis de Minas. Conclusão: De acordo com os estudos, a baixa adesão a vacina é um fator de extrema importância, sendo necessário uma atenção maior em relação a mesma. Partindo desse pressuposto, busca-se estratégias que favoreçam uma melhor cobertura vacinal, sendo uma delas a informação e divulgação a respeito da vacina, conscientizando assim as famílias da importância da prevenção como forma de evitar esse problema de saúde pública que vem afetando principalmente o sexo feminino.

Palavras-chave

Papiloma Vírus Humano; Prevenção; Vacina; Adolescentes.

Texto completo:

Visualizar PDF

Referências

REFERÊNCIAS

CAVALCANTI, S. M. B; CARESTIATO F. N. Infecções Causadas Pelos Papiloma vírus Humanos: atualização sobre aspectos virológicos, epidemiológicos e diagnósticos. Jornal Brasileiro de Doenças Sexualmente Transmissível, v. 18, n.1, p.73-79, 2006. Disponível em:< http://www.dst.uff.br //revista18-1-2006/14.pdf>. Acesso em:27 jul. 2015.

INCA. Perguntas e respostas mais frequentes. 2009. Disponível em: . Acesso em: 27 Jul. 2015.

DIOGENES, M. A. R; VARELA, Z. M. V; BARROSO, G. T. Papilomavirus

humano: repercussão na saúde da mulher no contexto familiar. Revista Gaúcha Enfermagem, Porto Alegre. v.27, n. 2, p. 266-73, 2006.Disponível em: . Acesso em: 26 nov. 2015.

BROOMALL, E. M.; REYNOLDS, S. M.; JACOBSON, R. M. Epidemiology, clinical manifestations, and recent advances in vaccination against human papillomavirus. Post grad Med. 2010. Disponível em: Acesso em: 20 nov 2015.

HARPER, D. M.; VIERTHALER, S. L. Next Generation Cancer Protection: The Bivalent HPV Vaccine for Females. ISRN obstetrics and gynecology 2011(2011):1-20. Disponível em: Acesso em: 20 nov. 2015.

SILVA, I. G. B. Adesão/Grau de cumprimento das jovens â vacinação contra o vírus do papiloma humano no Centro de Saúde da Covilhã. 2013.79 f. Dissertação (Mestrado) – Curso de Medicina. Universidade da Beira Interior, 2013. Disponível em: https://ubithesis.ubi.pt/handle/10400.6/1460. Acesso em: 20 de nov . 2015.

BRASIL, M.S. Controle dos cânceres do colo do útero e de mama. Caderno de atenção básica. nº13,Brasília, 2006. Disponível em: . Acesso em: 30 set. 2015.

BRASIL, M.S. Guia prático sobre o HPV perguntas e respostas. Brasília, 2013b. Disponível em: . Acesso em: 30 set. 2015.

CONITEC, M.S. Vacina contra HPV na prevenção de câncer de colo do útero. Relatório de recomendação. Brasília, 2013. Disponível em: . Acesso em: 30 set. 2015.

BRASIL, M.S. Guia prático sobre o HPV: perguntas e respostas para profissionais de saúde. Cartilha profissionais de saúde. Brasília, 2014. Disponível em: . Acesso em: 30 set. 2015.

SANTA CATARINA. 2014. Vacinação contra o HPV está abaixo do esperado em Santa Catarina. Disponível em: . Acesso em: 20 nov.2015

GUITIERREZ, J. Notícias: Segunda Dose da vacina contra HPV começa nesta semana. Secretaria de Saúde do Estado de Minas Gerais. 2015. Disponível em: http://www.saude.mg.gov.br/sus/story/7435-segunda-dose-da-vacina-contra-o-hpv-comecou-nesta-semana. Acesso em: 20 nov. 2015.

DATASUS, MS. Departamento de Informática do SUS DATASUS. Disponível em: Acesso em: 20 nov. 2015.

NOVAES, H. M. D. Avaliação tecnológica de vacinas para a prevenção de infecção por papilomavírus humano (HPV): estudo de custo-efetividade da incorporação de vacina contra HPV no Programa Nacional de Imunizações/PNI do Brasil.2012. Disponível em:. Acesso em:02 nov.2015.

VIDALE, G. Adesão à vacina contra o HPV é baixa. Entenda o porquê. Veja Saúde: Veja. São Paulo, p. 1-4. abr. 2015. Disponível em: . Acesso em: 25 nov. 2015.

MOREIRA, K. Vacinação contra HPV tem baixa adesão em Porto Alegre. Gaúcha. Porto Alegre. Abr. 2015. Disponível em: < http://www.noticiaaberta/ iniciada-em-marco-campanha-de-vacinacao-contra-hpv-tem-baixaadesao-em-porto-alegre-135251.html>. Acesso em: 25 nov 2015.

MACÁRIO, D. Campanha do HPV registra baixa adesão. Diário do Grande ABC. Santo André. Disponível em: http://www.dgabc.com.br/Noticia/1316574/ campanha-do-hpv-registra-baixaadesao. Acesso em: 25 nov. 2015.

QUEVEDO, J.; WIECZORKIEVICZ, A. M.; INÁCIO; M.; INVERNIZZI, N. Implementação da vacina HPV no Brasil: Diferenciações entre a comunicação pública oficial e a imprensa midiática e sua relação com as coberturas vacinais. In: VI Simpósio Nacional de Ciência, Tecnologia e Sociedade- ESOCITE. BR/TECSOC. Rio de Janeiro. 2015.

OLIVEIRA, F. B; GELATTI, L. C. Adesão das adolescentes frente à vacinação contra o HPV, no município de Uruaçu, Goiás. Revista Eletrônica Ciências Humanas, Saúde e Tecnologia, Goiás, v.6, n.2, 2014.

AGOSTINHO, M. I. R. Conhecimento dos jovens universitários sobre HPV e cancro do colo do útero, na era da vacina. 2012. 116 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Oncologia, Universidade do Porto, 2012. Disponível em: . Acesso em: 20 de nov. de 2015.

WRIGHT JUNIOR, T. C. et al. Age considerations when vaccinating against HPV. Gynecologic Oncology, New York, v. 109, n. 109, p.40-47, fev. 2008. Disponível em: http//www.gynecologiconcology-online.net/article/S0090-8258%2808%2900104-2/abstract>.Acesso em 20 nov 2015.

ROITMAN, B. HPV: uma nova vacina na rede pública. Boletim científico de Pediatria. Rio Grande do Sul, 2015. < Disponível em: . Acesso em: 30 set. 2015.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.