Índice de criminalidade no município de Janaúba-MG e os possíveis benefícios da metodologia apaqueana

Roberto Allan Ribeiro Silva, Jaqueline Soares Cardoso, Cynara Silde Mesquita Veloso, Dênio Carvalho Pinheiro

Resumo

Resumo: Objetivo:Investigar/analisar os aspectos criminológicos no contexto da cidade de Janaúba, bem como, traçar um paralelo com o sistema penitenciário da cidade, oferecendo uma alternativas para a segurança pública a partir de uma política criminal fundamentada na humanização no cárcere. Metodologia: Trata-se de um trabalho quantitativo, cuja fonte de dados os Registros de Eventos de Defesa Social referente aos anos de 2011 a 2015, disponibilizados pela Polícia Militar de Janaúba. Resultados: Embora o índice total de crimes tenha diminuído neste período, queda de 21%, verificou-se um acentuado aumento (94%) na ocorrência de crimes violentos (homicídios, latrocínios, roubos e estupros), crimes de maior relevância social e que guardam certa relação com o tráfico de drogas. Essa situação tem criado um clima de insegurança na sociedade. A raiz deste problema reside em um série de fatores ordem social e econômica. Conclusões: O sistema prisional, com sua desumanização do preso, tem contribuído para retroalimentar essa situação, a reincidência é um importante determinante neste processo. Nesse sentido, a Associação de Proteção e Assistência ao Condenado, figura como uma intervenção que tem se mostrado eficaz na ressocialização do preso, e na realidade de Janaúba pode trazer inegáveis benefícios para a sociedade e para o preso que terá condições de ser reinserido nela.

Palavras-chave

Criminalidade; Violência Urbana; Humanização da Vida Carcerária.

Texto completo:

Visualizar PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.