Caracterização setorial da mesorregião de Montes Claros via método de análise estrutural e quociente locacional considerando-se os efeitos da abertura econômica

Luciana Maria da Costa, Maria de Fátima Rocha Maia

Resumo

Tendo em vista as variações ocorridas no mercado de trabalho brasileiro pós abertura econômica, busca-se, através dos dados sobre emprego contidos na RAIS (Relação Anual de Informações Sociais do Ministério do Trabalho e Emprego), quantificar e analisar as variações existentes nos principais municípios inseridos na Mesorregião de Montes Claros (Bocaiúva, Janaúba, Januária, Montes Claros, Pirapora e Salinas), em relação às variações ocorridas na Macrorregião de Belo Horizonte, em Minas Gerais e no Brasil. Deve-se considerar que, para uma melhor caracterização do mercado de trabalho regional, seria necessária a inclusão de dados sobre o mercado informal. Entretanto, a dificuldade de acesso a esses impossibilita tal registro. Percebe-se, com isso, que são os dados disponíveis sobre o mercado formal a fonte mais apropriada para caracterização do emprego nessas localidades. Deve-se considerar, ainda, que um estudo mais específico dos municípios que se incluem nas microrregiões constituintes da Mesorregião de Montes Claros possibilitaria uma melhor caracterização da mesma, podendo ser desenvolvido posteriormente.

Palavras-chave

Emprego; Desenvolvimento regional e abertura econômica

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.