Composição química e digestibilidade in vitro de tortas da macaúba

João Paulo Sampaio Rigueira, Flávio Pinto Monção, Eleuza Clarete Junqueira de Sales, Sidnei Tavares dos Reis, Dorismar David Alves, Ana Cássia Rodrigues de Aguiar, Vicente Ribeiro Rocha Júnior, Julieta Alencar Chamone

Resumo

Objetivo: Objetivou-se, com este estudo, avaliar a composição químico-bromatológica e a digestibilidade in vitro de diferentes partes da macaúba para alimentação de ruminantes. Métodos: O delineamento experimental utilizado foi o inteiramente ao acaso, sendo as diferentes partes (epicarpo, mesocarpo e endocarpo) do coco da macaúba os tratamentos com cinco repetições. Resultados: A torta do endorcarpo foi superior 3,91% quanto ao teor de matéria seca (MS) do epicarpo e não diferiu (P>0,05) da torta do mesocarpo que apresentou teor de MS intermediário (88,50%) em relação aos demais tratamentos. Para o teor de proteína bruta, a torta do endocarpo apresentou uma variação nos valores de 48,30 e 66,43% superior à torta do mesocarpo e epicarpo, respectivamente. A torta de epicarpo apresentou menor valor de proteína bruta (4,35%) em relação aos demais tratamentos. A torta do endocarpo apresentou maior digestibilidade da matéria seca, sendo 5,63% maior que a torta do mesocarpo. Conclusão: Em relação à composição química e a digestibilidade, destaca-se o mesocarpo e endocarpo como potenciais substitutos de ingredientes na formulação de dietas para animais ruminantes.

Palavras-chave

Coco. Coprodutos. Ruminantes. Valor nutricional.

Texto completo:

Visualizar PDF

Referências

A.O.A.C. ASSOCIATION OF OFFICIAL AGRICULTURAL CHEMISTS. Official methods of analysis. 14.ed. Washington DC., 1984. 1141p.

AZEVEDO, R.A. et al. Comportamento ingestivo de cordeiros alimentados com torta de macaúba. Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia, Belo Horizonte, v.65, n.2, p.490-496, 2013.

AZEVEDO, R.A. et al. Desempenho de cordeiros alimentados com inclusão de torta de macaúba na dieta. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, v.47, n.11, p.1663-1668, 2012.

BONDAR, G. Palmeiras do Brasil. São Paulo: Instituto de Botânica, São Paulo, 1964. n.2; p. 50-554.

BOSA, R. et al. Consumo e digestibilidade aparente de dietas com diferentes níveis de inclusão de torta de coco para alimentação de ovinos. Acta Scientiarum. Animal Sciences, Maringá, v. 34, n. 1, p. 57-62, 2012.

BRANDÃO, E. G. Avaliação da torta de macaúba (Acrocomia aculeata) como volumoso para ovinos. 2013. 38 f. (Monografia de Graduação) – Universidade de Brasília – UnB/Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária, 2013.

CHURCH, D. C. (Ed). The ruminant animal: digestive physiology and nutrition. Englewood Cliffs: Reston, 1988. p.108-116.

CUNHA, O. F. R. et al. Avaliação bioeconômica do uso da torta de dendê na alimentação de vacas leiteiras. Ciência Animal Brasileira, Goiânia, v.13, n.3, p. 315-322, 2012.

HENDERSON, A.; GALEANO, G.; BERNAL, R. Field Guide to the Palms of the Americas New Jersey: Princepton University, p.166-167, 1995.

HOLDEN, L.A. Comparison of methods of in vitro dry matter digestibility for tem feeds. Journal of Dairy Science, Savoy, v. 82, p. 171794, 1999.

FONSECA, M. P. et al. Use of macaúba cake replacing corn on carcass characteristics and body measurements of Santa Inês lambs. Revista Brasileira de Zootecnia, Viçosa, vol.41, n.5, p.1231-1235, 2012.

GRAY, M. Palm and Cycad Societies of Australia. Austrália 2005. Disponível em: . Acesso em: 03 Junho 2103.

JUNG, H.G.; DEETZ, D.A. Cell wall lignification and degradability. In: JUNG, H.; BUXTON, D.R.; HATIFIELD, R.D. Forage cell wall structure and digestibility. Madison: ASA-CSSA-SSSA, p. 315-346, 1993.

LICITRA, G.; HERNANDEZ, T.M.; Van SOEST, P.J. Standardization of procedures for nitrogen fractionation of ruminant feeds. Animal Feed Science and Technology, v.57, n.4, p.347-358, 1996.

McDOUGAL, E.I. Studies on ruminal saliva. 1. The composition and output of sheep's saliva. Biochemical Journal, v.43, n.1, p.99-109, Apr. 1949.

MEHREZ, A. Z.; ORSKOV, E. R. A study of the artificial fibre bag technique for determining the digestibility of feeds in the rumen. Journal of Agricultural Science, v. 88, n. 3, p. 645-650, 1977.

MERTENS, D.R. Creating a system for meeting the fiber requirements of dairy cows. Journal of Dairy Science, v.80, p.1463-1481, 1997.

MOLINA, L. R. et al. Digestibilidade in situ das frações fibrosas de silagens de seis genótipos de sorgo (Sorghum bicolor (L.) Moench) em diferentes estádios de maturação. Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia, Belo Horizonte, v.54, p.169-179, 2002.

MOTTA, P. E. F. et al. Ocorrência da macaúba em Minas Gerais: relação com atributos climáticos, pedológicos e vegetacionais. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, v.37, n.7, p.1023-1031, 2002.

PACIULLO, D.S.C. Características anatômicas relacionadas ao valor nutritivo de gramíneas forrageiras. Ciência Rural, Santa Maria, v. 32, p. 357-364, 2002.

PALMQUIST, D. L.; MATTOS, W. R. S. Metabolismo de lipídeos. In: BERCHIELLI, T. T.; PIRES, A. V.; OLIVEIRA, S. G. (Ed.). Nutrição de ruminantes. Jaboticabal: FUNEP, 2006. p. 287-310.

PEDROSO, A. M.; SANTOS, F. A. P.; BITTAR, C. M. Substituição do milho em grão por farelo de glúten de milho na ração de vacas em lactação em confinamento. Revista Brasileira de Zootecnia, Viçosa, v.38, n.8, p. 1614-1619, 2009.

RAVEN, P.H.; EVERT, R.F.; EICHHORN, S.E. Biologia vegetal. 6. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2001. 906 p.

REZENDE, A.V. et al. Qualidade de silagens de cana-de-açúcar e capim-elefante aditivadas com torta de polpa de coco macaúba. Revista Agrarian, Dourados, v.3, n.9, p.224-232, 2010.

RODRIGUES, M.T.; GOBBI, K.F. Organização dos tecidos de plantas forrageiras e sua utilização por animais ruminantes. In: CONGRESSO NACIONAL DE BOTÂNICA, 55.; REUNIÃO REGIONAL DE BOTÂNICOS DE MG, BA E ES, 26., 2004, Viçosa, Conservação, bioprospecção e biotecnologia: [Simpósios, palestras e mesas redondas]. Viçosa: SBB,UFV, 2004. 29 p.

RUFINO, L. M. A. et al. Efeitos da inclusão de torta de macaúba sobre a população de protozoários ruminais de caprinos. Revista Brasileira de Zootecnia, Viçosa, v.40, n.4, p.899-903, 2011.

SAS INSTITUTE. SAS user's guide: statistics. 5. ed. Cary, 1985.

SILVA, J. C. Macaúba: fonte de matéria prima para os setores alimentícios, energético e industrial. Viçosa: CEDAF/DEF/UFV, 1994. 41 p.

SILVA, N.S. et al. Fatores antinutricionais em plantas forrageiras. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, v. 7, n. 4, p. 01-07, 2012.

SNIFFEN, C.J. et al. A net carbohydrate and protein system for evaluating cattle diets: carbohydrate and protein availability. Journal of Animal Science, v.70, p.3562 - 3577, 1992.

SOBREIRA, H.F. et al. Casca e coco de macaúba adicionados ao concentrado para vacas mestiças lactantes em dietas à base de silagem de milho. Revista Brasileira de Agropecuária Sustentável, v.2, n.1., p.113-117, 2012.

SZPIZ, R. R et al. Óleos de macaúba: uma alternativa para a oleoquímica. Rio de Janeiro: EMBRAPA-CTAA, 1989. p.1-10 (EMBRAPA- CTAA. Comunicado técnico, 14).

TAIZ, L.; ZEIGER, E. Fisiologia vegetal.3. ed. Porto Alegre: Artmed, 2004. 719 p.

TILLEY, J.M.A.; TERRY, R.A A two-stage technique for the in vitro digestion of forage crops. Journal British Grassland Society, Cambridge, v. 18, n. 2, p. 104-111, 1963.

VAN SOEST, P.J. Nutritional ecology of the ruminant. 2 ed. New York: Cornell University Press, 1994. 476 p.

VAN SOEST, P.J.; ROBERTSON, J.B.; LEWIS, B.A. Methods for dietary fiber neutral detergent and nonstarch polysaccharides in relation to animal nutrition. Journal of Dairy Science, v.74, n.10, p.3583-3597, 1991.

WEISS, W.P. Estimating the available energy content of feeds for dairy cattle. Journal of Dairy Science, v.81, p.830-839, 1998.

WILSON, J.R. Structural and anatomical traits of forages influencing their nutritive value for ruminants. In: INTERNATIONAL SYMPOSIUM ON ANIMAL PRODUCTION UNDER GRAZING, 1997, Viçosa. Anais... Viçosa: Universidade Federal de Viçosa, 1997. p. 173-208.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.