Educação em saúde: concepções e práticas de cirurgiões-dentistas da estratégia de saúde da família

Eisabete Rabaldo Bottan, Joana Paula Tremea, Poliana Gomes, Mário Uriarte Neto

Resumo


Resumo: Objetivo: Analisar o conceito e as práticas de educação em saúde de cirurgiões-dentistas que atuam na Estratégia de Saúde da Família (ESF). Metodologia: Pesquisa do tipo descritivo com abordagem quali-quantitativa. A população-alvo constou de cirurgiões-dentistas inseridos na ESF de cidades de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul (Brasil). A coleta de dados foi efetuada através de entrevista estruturada. As entrevistas foram gravadas em áudio e, posteriormente, transcritas. O roteiro da entrevista constou de duas partes: a primeira para caracterização da amostra e a segunda para investigar a concepção e a prática de educação em saúde. A análise dos dados ocorreu com base nos princípios da pesquisa qualitativa, mediante organização de categorias conceptuais. Resultados: Para o conceito de educação em saúde, a categoria Enfoque Promoção da Saúde foi a mais frequente, com 59% das evocações; a frequência da categoria Enfoque Higienista foi de 41%. Com relação às práticas educativas desenvolvidas pelos cirurgiões-dentistas, as Práticas Tradicionais foram as mais citadas (93%) e a categoria Práticas Inovadoras obteve 7%. Conclusão: No que se refere à conceptualização de educação em saúde, houve o predomínio das evocações relacionadas ao paradigma de Promoção da Saúde, no entanto, as práticas revelam-se como ações tradicionais, focalizadas nas normas de higiene. É fundamental criar espaços para discussão com estes profissionais com o objetivo de se buscar consistência conceitual aliada à efetivação de práticas educativas que atendam às reais necessidades do modelo de atenção à saúde definido pelos pressupostos do Sistema Único de Saúde.


Palavras-chave


Capacitação de Recursos Humanos; Educação em Saúde; Promoção da Saúde; Recursos Humanos.

Texto completo:

Texto completo

Referências


BRACCIALLI, L. A. D.; VIEIRA, T. C. A concepção dos profissionais de saúde sobre grupos educativos. Rev APS, Juiz de Fora, v. 15, n. 4, p. 412-420, 2012.

PINAFO, E.; NUNES, E. F. P. A.; GONZÁLEZ, A. D. A educação em saúde na relação usuário-trabalhador no cotidiano de equipes de saúde da família. Ciênc. saúde coletiva, Rio de Janeiro, v. 17, n.7, p. 1825-1832, 2012.

FIGUEIREDO, M. F. S.; RODRIGUES NETO, J. F.; LEITE, M.T.S. Health education in the context of family health from the user’s perspective. Interface comun. saúde educ., Botucatu, v.16, n.41, p.315-29, 2012.

MEDEIROS, U.; MAIA, K.; JORGE, R. O desafio da prática educativa em odontologia. Rev. bras. odontol., Rio de Janeiro, v. 67, n. 1, p. 49-55, 2010.

CARNEIRO, A. C. L. L. et al. Educação para a promoção da saúde no contexto da atenção primária. Rev. Panam. salud pública, Washington, v. 31, n. 2, p.15-120, 2012.

CERVERA, D. P. P.; PARREIRA, B. D. M.; GOULART, B. F. Educação em saúde: percepção dos enfermeiros da atenção básica em Uberaba (MG). Ciênc. saúde coletiva, Rio de Janeiro, v. 16, supl. 1, p. 547-1554, 2011.

DIAZ-VALENCIA, P. A. Theoretical conceptions on the theory on health education. Systematic review. Invest. educ. enferm., Medellin, v. 30, n. 3, p. 378- 389, 2012.

ROECKER, S.; BUDO, M. L. D.; MARCON, S. S. Trabalho educativo do enfermeiro na Estratégia Saúde da Família: dificuldades e perspectivas de mudanças. Rev. esc. enferm. USP, São Paulo, v. 46, n. 3, p. 641-649, 2012.

MIALHE, F. L.; SILVA, C. M. C. A educação em saúde e suas representações entre alunos de um curso de odontologia. Ciênc. saúde coletiva, Rio de Janeiro, v.16, suppl.1, p. 1555-1561, 2011.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 2009.

CAMPOS, L. et al. Conhecimentos, concepções e práticas de promoção de saúde dos cirurgiões dentistas do Sistema Único de Saúde (SUS) em Itajaí (SC). Rev Ciências da Saúde, Florianópolis, v.30, n.1, p.18-25, 2011.

CARVALHO, A. A. S.; RODRIGUES, V. M. C.; CARVALHO, G. S. Práticas de educação em saúde de estudantes de enfermagem e de outros cursos de ensino superior. Av.enferm., Bogotá, v. XXXII, n.1, p. 92-101, 2014.

BESEN, C. B. et al. A Estratégia Saúde da Família como objeto de educação em saúde. Saúde soc., São Paulo, v.16, n.1, p. 57-68, 2007.

KUSMA, S. Z.; MOYSÉS, S. T.; MOYSÉS, S. J. Promoção da saúde: perspectivas avaliativas para a saúde bucal na atenção primária em saúde. Cad. saúde pública, Rio de Janeiro, v. 28, supl., p. s9-s19, 2012.

SILVA, K. L. et al. Promoção da saúde: desafios revelados em práticas exitosas. Rev. saúde pública, São Paulo, v.48, n.1, p.76-85, 2014.

BRASIL. Ministério da Saúde. Áreas temáticas BVS/MS. Sistema Único de Saúde. Informações estratégicas. Brasília: Ministério da Saúde, 2009. Disponível em:. Acesso em: 16 nov. 2014.

FALKENBERG, M. B. et al. Educação em saúde e educação na saúde: conceitos e implicações para a saúde coletiva. Ciênc. saúde coletiva, Rio de Janeiro, v.19, n.3, p.847-852, 2014.

FERREIRA, V. F. et al. Educação em saúde e cidadania: revisão integrativa. Trab. Educ. Saúde, Rio de Janeiro, v. 12 n. 2, p. 363-378, 2014.

ALVES, G. G.; AERTS, D. As práticas educativas em saúde e a estratégia saúde da família. Ciênc. saúde coletiva, Rio de Janeiro, v.16, n.1, p.319-25, 2011.

COSTA, S. M.; RODRIGUES NETO, J. F.; DURÃES, S. J. A. Educação em saúde: análise e reflexão das práticas educativas na Odontologia. Unimontes científica, Montes Claros, v.7, n.1, p. 77-86, 2005.

FIGUEIRA, M. C. S.; LEITE, T. M. C.; SILVA, E. M. Educação em saúde no trabalho de enfermeiras em Santarém do Pará, Brasil. Rev. bras. enferm., Brasília , v. 65, n. 3, p. 414-419, 2012.

JESUS, M. C. P. et al. O discurso do enfermeiro sobre a prática educativa no programa saúde da família em Juiz de Fora, Minas Gerais, Brasil. Rev APS, Juiz de Fora, v. 11, n. 1, p. 54-61, 2008.

COLOMÉ, J. S.; OLIVEIRA, D. L. C. Educação em saúde: por quem e para quem? A visão de estudantes de graduação em enfermagem. Texto Contexto Enferm., Florianópolis, v. 21, n. 1, p. 177-184, 2012.

CÂMARA, A. M. C. S. et al. Percepção do processo saúde-doença: significados e valores da educação em saúde. Rev. bras. educ. méd., Rio de Janeiro, v. 36, supl. 1, p. 40-50, 2012.

GONÇALVES, V. B. et al. Variáveis associadas ao desempenho de cirurgiões-dentistas na estratégia de saúde da família. RFO, Passo Fundo, v. 17, n. 2, p. 201-207, 2012.

OLIVEIRA, S. R. et al. Promoção da Saúde concepção de equipe de saúde da família dos municípios de Belo Horizonte e Contagem – MG. Rev APS, Juiz de Fora, v.14, n. 4, p.283-288, 2011.

MOUTINHO, C. B. et al. Dificuldades, desafios e superações sobre educação em saúde na visão de enfermeiros de saúde da família. Trab. Educ. Saúde, Rio de Janeiro, v. 12 n. 2, p. 253-272, 2014.

FAGUNDES, L. G. S. Abordagens inovadoras em educação em saúde na perspectiva da promoção da saúde: visão do profissional enfermeiro. Rev APS, Juiz de Fora, v. 14, n. 3, p. 336-342, 2011.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Apoio: 

 Unimontes

Indexadores: 

  Latindex  IBICT GoogleScholar
Copyright: © - 2015 Universidade Estadual de Montes Claros - Unimontes
Campus Universitário Professor Darcy Ribeiro - Vila Mauricéia - Montes Claros - MG
Customizado por: Maurício Francis e Leo Amorim