Análise da viabilidade econômico-ambiental da implantação de um sistema de captação e aproveitamento de águas pluviais em construções de 100m² de cobertura no município de Colina-SP

Eduardo de Carvalho Machione, Marco Antonio Lopes

Resumo

Muitos países, atualmente, se deparam com o problema grave da escassez de agua, onde os problemas que o geram são comuns como, desenvolvimento desordenado das cidades, crescimento populacional desenfreado, aumento da demanda de agua pela indústria e agricultura, levando assim a diminuição das reservas naturais aquíferas. Na busca por minimizar as consequências causadas por esse problema é necessário que se repense e reformule o sistema convencional de abastecimento de água, o qual, utiliza agua tratada para todos os fins de consumo humano. Entretanto, para fins menos nobres ou não potáveis, como limpeza, descargas sanitárias, irrigação de áreas de jardinagem e áreas recreacionais, busca-se fontes alternativas de abastecimento, como reuso de águas pluviais através captação via sistema implantado em coberturas de edificações, sistema esse que além de reduzir o consumo de água de potável ajuda no controle de enchentes, quando instalados em regiões que possuem grandes áreas impermeabilizadas por construções e pavimentação.

Palavras-chave

Reuso; Precipitação; Redução de consumo de água.

Texto completo:

Texto completo

Referências

PEREIRA, R. P.; PASQUALETTO, A.; MINAMI, M. Y. M. Viabilidade econômica/ambiental da implantação de um sistema de captação e aproveitamento de água pluvial em edificação de 100 m² de cobertura. Goiânia, 2008.

GOMES, A. S.; CLAVICO, E. Propriedades físico-químicas da água. Rio de Janeiro: Universidade Federal Fluminense, 2005. Disponível em: . Acesso em: 10 jun. 2014.

ALT, R. Aproveitamento de água de chuva para áreas urbanas e fins não potáveis: estudo baseado no curso ABNT de 11-02-2009 SP/SP do Engº Plínio Tomaz. 2009. 59f. São Paulo, 2009.

SILVA, V. N.; DOMINGOS, P. Capacitação e manejo de água da chuva. Saúde e Ambiente em Revista, Duque de Caxias, v. 2, n. 1, p. 68-76. 2007.

MANCUSO, P. C. S. Tecnologia de reuso de água. In: MANCUSO, P. C. S.; SANTOS, H. F. (Ed.). Reuso de água. Barueri, SP: Manole, 2003. Cap. 9, p. 291-338.

TABOSA, E. O. Tratamento e reuso das águas de lavagem de veículos. Porto Alegre: Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2003.

MORELLI, E. B. Reuso de água na lavagem de veículos. 2005. 92f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Hidráulica e Sanitária) – Universidade de São Paulo, São Paulo, 2005.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA ESTATÍSTICA. Biblioteca de Municípios. 2013. Disponível em: – Acesso em: 01 abr. 2014.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 15527: água de chuva: aproveitamento de coberturas em áreas urbanas para fins não potáveis: requisitos. Rio de Janeiro, 2007.

CENTRO INTEGRADO DE INFORMAÇÕES AGROMETEOROLOGICAS. CIIAGRO. 2014. Disponível em: . Acesso em: 3 jun. 2014.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 10884: instalações prediais de águas pluviais. Rio de Janeiro, 1989.

TECHNIK FILTERSITEME GMBH. Filtro volumétrico VF1 3P com extensão telescópica de altura. 2012. Disponível em: . Acesso em 30 maio 2014.

BRASIL. Presidência da República. Casa Civil. Subchefia para Assuntos Jurídicas. Decreto n. 24.643, de 10 de julho de 1934. Decreta o Código de águas. Diário Oficial União, Brasília, DF, 27 jul. 1934. Disponível em: . Acesso em: 10 jun. 2014.

INDUSTRIA DE MOTORES ANAUGER S.A. Anauger 800: bomba submersa vibratória para poço. 2013. Disponível em: . Acesso em: 03 jun. 2014.

SERVIÇO AUTONOMO DE ÁGUA E ESGOTO DE COLINA. Tabela de valores de consumo água e esgoto. 2014. Disponível em: - Acesso em: 3 jun. 2014.

PORTAL BRASIL. Índices da poupança 2013. 2013. Disponível em: . Acesso em: 20 maio 2014.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.