Condições de vida de hipertensos e diabéticos nas famílias de alto risco

Gabriel Ramirez Moreira, Deborah Mafra de Queiroz, Sandra Alexandra Bezerra, Kênia Souto Moreira, Maisa Tavares de Souza Leite, Carlos Alberto Quintão Rodrigues

Resumo

Objetivo: Avaliar as condições de vida das pessoas com Hipertensão e Diabetes nas famílias de alto risco no território de uma equipe de saúde da família. Metodologia: Trata-se de um estudo descritivo-exploratório. Os dados foram coletados por meio de um questionário estruturado, após aprovação no Comitê de Ética em Pesquisa – sob parecer n°1432. Os entrevistados foram os pacientes hipertensos e/ou diabéticos de famílias classificadas como de alto risco. A análise dos dados foi realizada por meio do programa SPSS versão 18.0. Resultados: Evidenciou-se o perfil sociodemográfico, o saneamento básico, as condições de saúde e hábitos de tabagismo, etilismo e alimentação. Conclusão: As variáveis demonstram a vulnerabilidade das famílias de hipertensos e diabéticos, relacionada às suas condições de vida e ao processo saúde-doença, o que torna imprescindível a elaboração de estratégias de promoção de saúde voltadas para as peculiaridades desses portadores de condições crônicas.

Palavras-chave

Hipertensão. Diabetes Mellitus. Saúde da Família. Condições Sociais. Atenção Primária à Saúde.

Texto completo:

Texto completo

Apontamentos

  • Não há apontamentos.