Morfologia foliar em plantas de cinco fisionomias de cerrado do Parque Estadual da Serra de Caldas Novas, GO

Wander Faleiro

Resumo

Comunidades Vegetais variam em composição e riqueza de espécies dependendo das condições abióticas locais. O sucesso reprodutivo de colonização de uma espécie em um ambiente depende das estratégias adaptativas que a planta apresenta. Este estudo analisou respostas morfológicas foliares, em relação à variação de cinco diferentes fisionomias do Cerrado. Detectou-se uma tendência da mata de galeria apresentar espécies com folhas mais alongadas, maiores e com pecíolos mais compridos, e, o campo e o cerrado rupestre folhas menores e sésseis. As variações fenotípicas observadas nas 34 espécies, nas cinco áreas de estudo, devem estar ocorrendo como meio de aumentar a captação de luz. Deste modo, as diferenças morfológicas significativas encontradas, podem ser consideradas adaptativas, haja vista estarem contribuindo para a estabilidade funcional destas plantas.

Palavras-chave

Morfologia foliar; Variações fenotípicas foliares; Cerrado

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.