Observações sobre o parasitismo de Molothrus rufoaxillaris sobre Gnorimopsar chopi e outros aspectos de sua história natural no norte de Minas Gerais: por que Agelaioides fringillarius não é parasitado?

Santos D’Angelo Neto, Giovana Rodrigues da Luz, Márcia de Oliveira Pastor Vianna

Resumo

O chopim–picumã (Molothrus rufoaxillaris) é, dentre os parasitas de ninhadas, a espécie mais especializada, possuindo apenas três hospedeiros: o asa-de-telha (Agelaioides badius), o pássaro-preto (Gnorimopsar chopi) e o dragão (Pseudoleistes virescens). Em nossa área de estudo (município de Francisco Sá) apenas G. chopi foi parasitado, enquanto Agelaioides fringillarius, o parente mais próximo de Agelaioides badius, seu principal hospedeiro, não foi parasitado. Assim, o objetivo deste estudo é discutir as possíveis causas do parasitismo exclusivo sobre G. chopi, bem como apresentar outros aspectos da história natural de M. rufoaxillaris. Provavelmente, esse nidoparasitismo exclusivo deve-se ao fato de que M. rufoaxillaris tenha imprint com G. chopi no norte de sua área de distribuição, sendo este o único hospedeiro procurado. Outra explicação seria que A. fringillarius possui diferenças morfológicas e etológicas em comparação com A. badius.

Palavras-chave

Molothrus rufoaxillaris; História natural; Nidoparasitismo; Distribuição geográfica

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.