Paralisia cerebral: uma revisão da literatura

Alisson Fernando dos Santos

Resumo

Resumo: A paralisia cerebral (PC), ou mais apropriadamente encefalopatia crônica não progressiva da infância, é o resultado de uma lesão estática, ou seja, não progressiva, ocorrida no período pré, peri ou pós-natal, que afeta o sistema nervoso central em fase de maturação. O objetivo deste trabalho foi fazer uma revisão da literatura sobre a paralisia cerebral. Foram coletados dados da biblioteca virtual SciELO (Scientific Eletronic Library Online), do jornal de pediatria da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), do portal de revistas da Universidade de São Paulo – USP e de reconhecidos livros médicos. Os principais resultados obtidos indicam que a PC possui considerável incidência em nosso meio, que se mantém constante ou até eleva-se em algumas regiões. Além disso, foi demonstrado que o conhecimento a cerca da PC possibilita uma correta intervenção, prevenindo possível dolo ao paciente. Por isso, conclui-se que a PC representa um problema atual na atenção básica de saúde e que deve ser compreendido, diagnosticado e conduzido com intervenções adequadas.

Palavras-chave

Paralisia cerebral. Encefalopatia crônica não progressiva da infância. Pré-natal. Revisão da literatura.

Texto completo:

Texto completo

Apontamentos

  • Não há apontamentos.