Pérfil clínico-social das puérperas atendidas no Hospital Universitário Clemente de Faria – Montes Claros, Minas Gerais.

Jéssica Bianca Rodrigues Lopes, Verônica Oliveira Dias, Edwaldo Barbosa de Souza Júnior, Soraya Mameluque, Edson José Carpintero Rezende, Kênia Patiele Silva Martins

Resumo

A gravidez é um período em que ocorre várias modificações metabólicas e psíquicas na mulher. Os níveis elevados de estrógeno e progesterona presentes nesse período causam aumento na vascularização, na permeabilidade vascular dos tecidos gengivais, do fluido gengival, da profundidade do sulco gengival, da mobilidade dentária e da resposta inflamatória à ação de irritantes locais, podendo levar a um quadro de doença periodontal. Diante disso, foi criado o projeto GeraVIDA, que teve como objetivo desenvolver uma investigação multicêntrica em hospitais vinculados às Instituições de Ensino Superior, de três estados do Brasil e algumas do exterior, sobre a temática acerca da relação entre a doença periodontal em gestantes e a ocorrência de nascimentos prematuros e/ou de baixo peso em cooperação. Na execução desse projeto no Hospital Universitário Clemente Faria de Montes Claros-MG, alguns fatores socioeconômicos foram observados e, merecem relevância, sendo determinantes para a condição de saúde das gestantes e puérperas.  Assim, este trabalho propôs definir o perfil clínico-social das puérperas da referida instituição hospitalar, avaliar a condição periodontal e de higiene bucal das mesmas e, relacionar condições socioeconômicas com a presença de enfermidades bucais que dependem de higienização.

PALAVRAS-CHAVE: Gravidez; doença periodontal; parto prematuro e baixo peso ao nascer.

Texto completo:

Texto completo

Apontamentos

  • Não há apontamentos.