A incorporação do gênero no estudo da Síndrome de Burnout

Auxiliadôra Aparecida de Matos, Manoel Deusdedit Júnior

Resumo

O objetivo deste trabalho é analisar a relação entre gênero e Síndrome de Burnout em profissionais de enfermagem hospitalar. Através da pesquisa bibliográfica realizada, observou-se que a divisão sexual do trabalho estabelecida em função do gênero é fundamental para entender o modo de inserção das mulheres no mercado de trabalho, explicando a construção da Enfermagem como uma profissão feminina. Destacou-se a exaustão emocional, que está relacionada com a sobrecarga de trabalho e é uma das dimensões de Burnout em que as mulheres pontuam de forma significativamente mais acentuada que os homens. Já na despersonalização, as mulheres pontuam de modo significativamente menor que os homens.

Palavras-chave

síndrome de Burnout, gênero, enfermagem, saúde mental

Texto completo:

Texto completo

Apontamentos

  • Não há apontamentos.