Diferenças de gênero: a participação feminina no mercado de trabalho brasileiro

Luciene Rodrigues

Resumo

No Brasil, as mulheres passaram de 32% da PEA em 1977 para 46% em 2001, uma modificação intensa num curto período de tempo. O presente ensaio tem por objetivo reportar algumas das transformações ocorridas no mercado de trabalho do país nas duas últimas décadas (anos 1980 e 1990), focalizando a evolução da participação feminina e as possíveis variáveis explicativas do aumento dessa participação. Os resultados indicam crescimento expressivo da participação das mulheres no mercado de trabalho brasileiro, mas que elas participam menos que os homens e que o nível de participação feminina está se estabilizando. A participação de mulheres cônjuges foi a principal razão do crescimento na taxa de participação feminina. A variável com forte poder explicativo da crescente participação feminina é o aumento no nível educacional.

Palavras-chave

Gênero; Brasil; Mercado de trabalho

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.