Fitotoxicidade de herbicidas aplicados em diferentes épocas em pós-emergência do feijão-caupi

Marina Borges de Oliveira, Pablo Fernando Santos Alves, Matheus Ferreira França Teixeira, Herika Dayane da Silva, Rafael Alexandre Sá, Rubens Gabriel Caires Campos, Abner José de Carvalho, Ignácio Aspiazú

Resumo

Objetivo: Avaliar a fitotoxicidade de herbicidas, aplicados em diferentes épocas de desenvolvimento, na cultura do feijão-caupi. Metodologia: O experimento foi conduzido em vasos no Campus da Universidade Estadual de Montes Claros, em Janaúba, MG. Os tratamentos foram dispostos em esquemas fatorial (2x4x4) + 2, envolvendo duas épocas de aplicação dos herbicidas (15 e 28 DAE); quatro herbicidas: (Fomesafen (250 g de i.a ha-1), Oxadiazon (1000 g de i.a ha-1), Fluazifop-p-butil (375 g de i.a ha-1) e Fenoxaprope-p-etílico + Cletodim (37,5 + 37,5 g de i.a ha-1), quatro épocas de avaliação da fitotoxicidade dos herbicidas (aos 7, 15, 30 e 45 dias, após a aplicação dos herbicidas), mais duas testemunhas (com e sem capina). O delineamento experimental foi inteiramente casualizado, com quatro repetições. As características avaliadas foram a fitotoxicidade dos herbicidas às plantas, o número de trifólios, e a altura de plantas. Resultados: Com exceção do Fomesafen, os demais herbicidas apresentaram menores valores de fitotoxicidade até a última avaliação. Conclusões: Concluiu-se que os herbicidas Fluazifop-p-butil e Fenoxaprope-p-etílico + Cletodim apresentam menor fitotoxicidade à cultura do feijão-caupi em relação aos demais herbicidas estudados. Independentemente da época de aplicação, o Fomesafen proporciona menor altura e maior fitotoxicidade às plantas que os demais herbicidas testados, não devendo ser recomendado nas condições deste estudo.

Palavras-chave

plantas daninhas. controle químico. Vigna unguiculata.

Texto completo:

Texto completo

Apontamentos

  • Não há apontamentos.