Adolescentes: uso de serviços odontológicos, hábitos e comportamentos relacionados à saúde e autopercepção das condições de saúde bucal.

Marise Fagundes Silveira, Andreá Maria Eleutério de Barros Lima Martins, Pedro Eleutério dos Santos Neto, Pedro Emílio Almeida Oliveira, Júlio César Almeida, Rafael Silveira Freire, Jairo Evangelista Nascimento, Desirée Santana Haikal, Raquel Conceição Ferreira, Luiz Francisco Marcopito

Resumo

OBJETIVO: Descrever o uso de serviços odontológicos, os hábitos e comportamentos relacionados à saúde e a autopercepção das condições de saúde dos adolescentes (15-19 anos) de Montes Claros-MG.

MÉTODOS: Estudo transversal exploratório, com amostragem probabilística por conglomerado em dois estágios, realizado por entrevistadores/examinadores treinados e calibrados. Foram coletados dados demográficos e sócio-econômicos, dados relativos ao uso de serviços odontológicos, aos hábitos e comportamentos relacionados à saúde e autopercepção de saúde bucal e geral.Para a coleta dos dados, utilizaram-se computadores de mão com um programa desenvolvido para este fim. Os dados foram analisados por meio de estatística descritiva, com correção pelo efeito de desenho, utilizando-se o PASW® Statistics 17.0.

RESULTADOS: O uso de serviço odontológico alguma vez na vida foi relatado por 93,9% dos adolescentes, dos quais 46,5% o realizaram há mais de um ano e 56,6% utilizaram os serviços públicos. A higienização bucal mais de duas vezes/dia, o uso do fio dental, a realização de auto-exame da boca, o uso do flúor tópico e a prática de atividade física regularmente foi observada, respectivamente, em 71,1%,41,2%,21,0%,39,3% e 68,2% dos entrevistados. Constatou-se que 70,2%(domínio físico/SF-12) e 71,3%(domínio mental/SF-12) dos adolescentes auto-avaliaram satisfatoriamente a saúde geral e 15,6% relataram impacto das condições bucais nas dimensões física e psicossocial da saúde bucal.

CONCLUSÕES: Quase a totalidade da amostra já visitou o dentista alguma vez. O motivo mais frequente na última visita ao dentista foi para manutenção. O serviço público contribuiu na prestação de serviços odontológicos. O acesso às informações sobre dieta, auto-exame da boca e como evitar câncer de boca é pouco freqüente nos serviços odontológicos. A maioria dos entrevistados está satisfeita com os serviços utilizados e avaliou sua saúde bucal como ótima e/ou boa. Uma pequena parcela percebeu impacto da saúde bucal em suas dimensões física e psicossocial.

Palavras-chave

Levantamentos de Saúde Bucal; Determinantes epidemiológicos; Comportamento; Autopercepção; Adolescente.

Texto completo:

Texto completo

Apontamentos

  • Não há apontamentos.