Análises parasitológicas de olerícolas produzidas no Norte de Minas Gerais

Rafael Ramos Lages Bento, Lucinéia de Pinho, Rafael Jorge de Almeida Rodrigues, Dayane Sandrely Rodrigues Mesquita, Anna Christina de Almeida

Resumo

Pode-se averiguar a presença de cistos de protozoários, ovos e larvas de helmintos, dentre eles: cistos de Entamoeba coli, Entamoeba histolytica, Giardia lamblia, ovos de Ascaris lumbricoides, Ancilostomídeos, larvas de Strongyloides stercoralis, Ancilostomídeos e protozoários ciliados semelhantes à Balantidium coli, sendo a maioria de importância em relação à saúde pública por apresentarem patogenicidade ao homem. Estes resultados indicam que as olerícolas produzidas na região apresentam padrão de qualidade higiênico-sanitária inadequado, o que salienta a necessidade de maior orientação aos produtores, manipuladores e consumidores quanto à correta manipulação e higienização das hortaliças, reduzindo, desta forma, doenças parasitárias veiculadas por alimentos.

Palavras-chave

Segurança alimentar; Contaminação; Parasitas intestinais.

Texto completo:

Texto completo

Apontamentos

  • Não há apontamentos.