Avaliações anatômicas em caules de espécies de maracujazeiros utilizados como porta-enxertos na microenxertia

Lorena Melo Vieira, Leonardo Monteiro Ribeiro, Wilson Vicente Souza Pereira, Maria Olívia Mercadante-Simões

Resumo

O objetivo desse trabalho foi avaliar anatomicamente o caule de porta-enxertos de Passiflora alata, P. cincinnata, P. edulis e P. setacea. Plântulas, com o mesmo estádio de desenvolvimento em que são utilizados na microenxertia foram seccionados transversalmente na região mediana do hipocótilo, sendo executados procedimentos usuais de anatomia vegetal. P. setacea possui cutícula mais espessada, córtex menos espessado, maior quantidade de fibras floemáticas e maior desenvolvimento secundário. P. edulis possui menor quantidade de fibras floemáticas. A descrição anatômica dos porta-enxertos forneceu subsídios para o entendimento do pegamento da microenxertia interespecífica.

Palavras-chave

Passiflora, hipocótilo, micropropagação

Texto completo:

Texto completo

Apontamentos

  • Não há apontamentos.